Показники виживання мезотеліоми

Taxas de sobrevivência do Mesotelioma

Conheça mais o Mesotelioma, seus sintomas, possíveis causas, tratamento e muito mais. Além disso, iremos informar a taxa de sobrevivência do Mesotelioma. Confira tudo a seguir.

O que é o Mesotelioma

O mesotelioma é um câncer de caráter agressivo, que atinge mesotélio, um fino tecido com função de recobrir os órgãos internos do nosso corpo. O Mesotelioma pode ser encontrado em vários tipos, e suas variações são relacionadas a onde ele está localizado, os casos mais comuns são o pleural, esse é quando o tumor é localizado na pleura dos pulmões, e o peritoneal, que é localizado nos órgãos da região abdominal, os sintomas desse câncer também dependem de sua localização.

Geralmente o Mesotelioma se desenvolve muito rápido, assim o diagnóstico costuma ser feito quando a doença já está em fase avançada, isso dificulta o tratamento, pois ele é mais eficaz se feito com um diagnóstico mais precoce. O tratamento consiste na realização de quimioterapia, radioterapia e/ou cirurgia.

Sinais e sintomas

Os primeiros sintomas de Mesotelioma são difíceis de compreender como sintoma da doença, pois não são específicos, com isso muitas vezes podem ser ignorados ou confundidos com sintomas de outras doenças, isso interfere diretamente na taxa de sobrevivência do Mesotelioma. A maior parte das pessoas com Mesotelioma, costumam apresentar os sintomas alguns meses antes da doença ser diagnosticada.

Veja a seguir, os sintomas que podem ser apresentados para cada tipo da doença:

Sintomas do Mesotelioma Pleural

  • Dor nas costas ou na lateral do tórax;
  • Falta de ar;
  • Tosse;
  • Dificuldade para engolir;
  • Rouquidão;
  • Inchaço na face e braços.

Sintomas do Mesotelioma Peritoneal

  • Dor abdominal;
  • Inchaço no abdome;
  • Náuseas e vômitos;
  • Constipação.

Sintomas do Mesotelioma do Pericárdio

  • Dor no peito;
  • Ritmo cardíaco irregular;
  • Sopro cardíaco;
  • Falta de ar.

Sintomas gerais do Mesotelioma

  • Febre;
  • Sudorese;
  • Fadiga;
  • Perda de peso;
  • Coágulos sanguíneos;
  • Perda de apetite.

Estes sinais e sintomas além de poderem ser causados pelo Mesotelioma, também são causados com frequência por outras doenças. Ainda assim, caso você venha a sentir qualquer um destes sintomas, principalmente se você foi exposto ao amianto, é de extrema importância consultar um médico para diagnosticar corretamente a causa e, se for necessário, iniciar um tratamento.

Possíveis causas

Da mesma forma que ocorre em outros tipos de câncer, uma das causas do Mesotelioma pode estar relacionada a mutações no DNA celular, fazendo com que as células se multipliquem descontroladamente, originando um tumor. Vale ressaltar, que quem sofre de asbestose é mais suscetível a sofrer de Mesotelioma. Asbestose é uma doença que atinge o sistema respiratório, ela é causada por inalar poeira que contém amianto, com isso, ela ocorre em maior parte em pessoas que trabalham por muito tempo expostas ao amianto.

Diagnóstico

O diagnóstico consiste em um exame físico realizado pelo médico, e também fazendo de exames de imagem, como exemplo da tomografia computadorizada e o raio-X. Feito isso, dependendo dos resultados dos primeiros exames, o médico pode fazer a solicitação de uma biópsia, para recolher um pequeno pedaço do tecido como amostra, que será usada em uma análise no laboratório, e também um exame designado por PET scan, ele permite a verificação do estado atual do tumor e se há metástase.

Tratamento

O tipo de tratamento depende da localização do Mesotelioma, e também do estágio em que o câncer se encontra e do estado de saúde que o paciente apresenta. Geralmente, os cânceres desse tipo são difíceis de tratar porque, quando são diagnosticados, costumam estar em uma fase avançada.

Existem casos, que o médico pode recomendar a realização de uma cirurgia, esta pode ser uma cura para a doença, isso se ela não tiver se espalhado em mais partes do corpo. O médico ainda pode fazer uma recomendação para realizar a quimioterapia ou radioterapia, que podem ser feitas antes da cirurgia, isso facilita a retirada do tumor, e/ou depois da cirurgia, para prevenir que o tumor volte.

Qual a taxa de sobrevivência do Mesotelioma

A taxa de sobrevivência é usada pelos médicos como um padrão para discutir qual o prognóstico de um paciente que apresente câncer. A taxa de sobrevivência em 5 anos é referente à porcentagem dos pacientes que vivem por pelo menos 5 anos depois do diagnóstico da doença. Na verdade, não é possível prever ao certo quanto tempo cada paciente viverá, mas isso ajuda a ter uma ideia da probabilidade do tratamento dar certo.

As estatísticas do prognóstico para um certo tipo e estágio do câncer são dadas como taxas de sobrevivência. Por exemplo, a taxa de sobrevivência em 5 anos equivale a porcentagem dos pacientes que vivem no mínimo 5 anos depois de serem diagnosticados com o câncer. Uma taxa de sobrevivência de 50% em 5 anos, quer dizer que, cerca de 50 pacientes em cada 100 tem, em média, 50% de sobrevivência após 5 anos do diagnóstico. Vale ressaltar que parte desses pacientes vivem até 5 anos depois do diagnóstico.

As taxas de sobrevivência têm como base os resultados anteriores de um número elevado de pacientes que passaram pela doença, sendo impossível prever o que acontecerá com cada paciente no individual. Tem uma série de limitações para ter em mente, como:

  • As taxas de sobrevivência informadas abaixo são as mais atuais que estão disponíveis. Mas, as taxas de sobrevivência em 5 anos, foram obtidas com pacientes avaliados e tratados há pelo menos 5 anos atrás. Entretanto, ocorreram melhorias nas técnicas de tratamento, que resultam em um prognóstico que pode ser mais favorável para os pacientes diagnosticados e tratados para mesotelioma nos dias atuais.
  • Estas estatísticas são dadas com base no estágio do câncer no momento do diagnóstico.
  • O prognóstico para pacientes com Mesotelioma possui variações dependendo do estágio da doença. Em geral, as taxas de sobrevivência se apresentam em maior parte para os pacientes que têm o câncer no estágio inicial. Mas existem outros fatores que podem interferir no prognóstico de um paciente, como idade e estado de saúde do paciente, bem como a resposta da doença ao tratamento.

Apenas o médico, que está acompanhando o seu caso, poderá lhe informar como os números abaixo podem se aplicar a você.

Os números informados abaixo foram extraídos a partir de milhares de pacientes espalhados por todo o mundo que tiveram diagnósticos para Mesotelioma, entre os anos de 2000 e 2013. Estes dados servem só para Mesotelioma que tiveram início na pleura (o lugar mais comum de começo do Mesotelioma).

Taxas de sobrevivência para 2 anos e 5 anos, por estágio, para Mesotelioma:

  • A taxa de sobrevivência para o estágio IA é 46% em 2 anos e 16% em 5 anos.
  • A taxa de sobrevivência para o estágio IB é 41% em 2 anos e 13% em 5 anos.
  • A taxa de sobrevivência para o estágio II é 38% em 2 anos e 10% em 5 anos.
  • A taxa de sobrevivência para o estágio IIIA é 30% em 2 anos e 8% em 5 anos.
  • A taxa de sobrevivência para o estágio IIIB é 26% em 2 anos e 5% em 5 anos.
  • A taxa de sobrevivência para o estágio IV é 17% em 2 anos e 1% em 5 anos.

Vale lembrar, que as taxas de sobrevivência são apenas estimativas e não servem para prever o que pode acontecer com um paciente de maneira individual. Converse com o médico que te acompanha, para entender melhor como as estatísticas podem se aplicar ao seu caso em específico.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *