Кібербезпека: перегляньте тут все, що вам потрібно знати про кібербезпеку

Cyber Security: Veja aqui tudo que você precisa saber sobre Cibersegurança

Cibersegurança é uma prática de segurança para a proteção de computadores e servidores, sistemas eletrônicos, dispositivos móveis, dados e redes contra-ataques mal-intencionados. Também pode ser chamada de segurança da tecnologia, da informação ou segurança de informações eletrônicas. O termo pode ser aplicado em diversos contextos, que vão desde negócios até a computação móvel, e pode ser dividido nas seguintes categorias comuns:

  • Segurança de rede que é a prática usada para proteção der uma rede de computadores contra-ataques de intrusos, sua rede está segura contra qualquer intruso, sejam eles malwares oportunistas ou invasores direcionados.
  • Segurança de aplicativos, seu foco é manter o software assim como os dispositivos seguros contra ameaças. Um aplicativo com funcionamento comprometido é vulnerável para fornecer informações dos dados que pretende proteger.
  • Segurança de informações é focada em proteger a integridade e a privacidade dos dados, contidos no armazenamento ou em trânsito.
  • Segurança operacional é responsável pela segurança dos processos e decisões para tratamento e proteção dos arquivos com dados.
  • Recuperação de desastres e continuação dos negócios são o que definem como uma organização irá responder a um incidente de Cyber Security ou qualquer outro evento que venha a causar perda de operações ou de dados. As políticas de recuperação de desastres controlam como a organização vai restaurar suas operações e informações perdidas, para retornar à mesma capacidade operacional que tinha antes do evento. A continuidade dos negócios é a prática no qual a organização faz ao tentar operar sem os determinados recursos necessários.
  • Educação do usuário final, essa categoria abrange o fator de Cibersegurança mais imprevisível, que são as pessoas. Visto que, qualquer usuário pode inserir acidentalmente ou por falta de conhecimento um vírus, mesmo que seja em um sistema seguro se este, deixar de seguir todas as práticas de segurança recomendadas. Passar algumas informações para os usuários, como excluir anexos suspeitos de e-mail, não conectar unidades USB não identificadas, além de várias outras lições importantes é essencial para a segurança de qualquer tipo de organização.

Saiba mais sobre a escala da ameaça virtual

A ameaça virtual continua a evoluir no mundo todo, com um ritmo acelerado, e com número de violações de dados crescendo constantemente a cada ano. Um relatório feito pela RiskBased Security revelou um número de impressionar, são cerca de 7,9 bilhões de registros que foram expostos de alguma forma por violações de dados, esse número é relativo somente nos nove primeiros meses do ano de 2019. Este número conseguiu ser mais que o dobro (112%) do registro do ano anterior no mesmo período de tempo.

Os alvos mais prejudicados por essa prática foram os serviços médicos, entidades públicas e varejistas, os criminosos mal-intencionados são os responsáveis pela parte maior dos incidentes. Alguns desses setores são os que atraem mais atenção dos criminosos virtuais, pois é possível coletar dados financeiros e médicos, mas além das categorias citadas, qualquer empresa que utilizar redes, são sujeitas a ataques aos dados de seus clientes.

Tendo em vista que a escala de ameaça virtual está cada vez mais crescente, a International Data Corporation resolveu fazer um levantamento, e com isso informou que, prevê que os gastos no mundo todo investidos em soluções de Cibersegurança chegarão a cerca de 133,7 bilhões de dólares até o ano de 2022.

Nos EUA, o National Institute of Standards and Technology (NIST) montou uma estrutura própria de Cyber Security. Para tentar bater de frente e combater a proliferação dos códigos maliciosos, a fim de auxiliar na detecção precoce, ou seja, detectar os códigos maliciosos antes que ele cause algum dano.

Ameaças virtuais

Existem 3 tipos principais de ameaças virtuais, e todos eles são combatidos pela Cibersegurança, veja quais são:

  • O crime virtual consiste na participação de indivíduos ou grupos que visam invadir sistemas buscando obter lucros financeiros ou até mesmo causar interrupções no sistema completo ou apenas em sua segurança.
  • Ataque cibernético, os casos mais conhecidos são o envolvimento de movimentação política para coletar de informações.
  • Terrorismo cibernético, essa prática mal-intencionada tem como principal objetivo invadir sistemas eletrônicos com intuito de causar pânico ou medo.

Quer saber como os agentes mal-intencionados conseguem invadir e controlar os sistemas de computadores? Existem algumas formas de fazer isso, tais como Injeção de SQL, Phishing, Ataques “man-in-the-middle” e Ataque de negação de serviço (Denial-of-service), além dos temidos malwares que serão mostrados a seguir:

Malware

Malware tem como significado software malicioso. Essa é uma das ameaças virtuais mais conhecidas, o malware é um software criado por um hacker ou criminoso virtual, com intenção de prejudicar ou danificar o computador de um usuário comum ou de empresas. Muitas vezes essa ameaça é passada através de um anexo de e-mail não solicitado ou camuflado em downloads de aparência legítima, o malware pode ser utilizado por criminosos virtuais com intuito de ganhar dinheiro ou em ataques cibernéticos de motivação política.

Existem muitos tipos de malware diferentes, incluindo:

  • O Vírus funciona com um programa de replicação automática que “infecta” um arquivo limpo e a partir daí começa a se espalhar por todo o sistema de computadores, infectando os arquivos inserindo neles código malicioso.
  • O Cavalos de Tróia é um tipo de malware que atua sempre disfarçado de software legítimo. Os criminosos virtuais usam os usuários para transferir cavalos de Tróia camuflados para seus computadores, causando danos ou coletando seus dados.
  • O Spyware atua como um programa com finalidade de registrar secretamente tudo que um usuário faz, para que com isso os criminosos virtuais, tenham mais informações sobre você, para fazer uso dessas informações com ações criminosas. Um spyware pode coletar discretamente dados e todos os detalhes de um cartão de crédito.
  • O Ransomware é o malware que tem como ação bloquear os arquivos e os dados de um usuário, sendo assim ameaçando de apagá-los, a não ser que seja pago um resgate.
  • O Adware foi desenvolvido como um software publicitário que é usado em algumas situações para espalhar malwares.
  • O Botnets é utilizado por criminosos para operar tarefas online em redes de computadores já infectados por malware sem a permissão do usuário.

Dicas de Cyber Security para você se manter em segurança

O que as empresas e os indivíduos podem fazer para se proteger contra as temidas ameaças virtuais? Confira a seguir as principais dicas de Cibersegurança:

  • Mantenha atualizado o seu software e o sistema operacional. Com isso você terá sempre os patchs de segurança atualizados e melhorados.
  • Se não usa, comece a usar um software de antivírus esses tipos de programas oferecem soluções de segurança, com seu funcionamento de detectar e remover as ameaças. Tente manter seu software sempre atualizado, pois assim você terá o melhor nível de proteção.
  • Faça o uso de senhas fortes, buscando garantir que suas senhas não sejam muito fáceis de descobrir.
  • Não abra anexos de e-mail que sejam de remetentes desconhecidos pois estes podem estar infectados por um dos malwares listados acima.
  • Faça por onde não clicar em links enviados por e-mails enviados por desconhecidos ou em sites considerados desconhecidos, desconfie principalmente, se for oferecida ofertas de valores muito baixos. Pois por meio de links é uma forma bem comum de propagação de malware.
  • Evite fazer uso redes Wi-Fi locais públicos que você não sabe que são seguras, isso porque, redes sem segurança deixam você e seus dados vulneráveis para ataques “man-in-the-middle“.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *